• Roberto S Inagaki

Planejamento: Planejamento Estratégico e Planos de Negócios são iguais ao currículo

Se todo profissional que se preze tem que manter o currículo atualizado a organização deve fazer o mesmo com seus documentos.

Planejamento Estratégico e Planos de Negócios são iguais ao currículo é o post de Roberto S. Inagaki

Caros leitores do blog Análise Crítica. Durante minha vida profissional sempre me perguntaram qual o melhor indicador de empregabilidade para um profissional, e eu sempre dizia que era o conteúdo do currículo profissional. Este será um assunto para a Análise Crítica – comportamento em breve.


Estes mesmos me perguntam quanto aos indicadores de uma organização quanto a longevidade ou por quanto tempo ainda permanecerão no mercado. Gosto de comparar o currículo profissional ao plano de negócios e planejamento estratégico de uma organização. Os indicadores, concorrentes, análise de mercado, clientes, produtos, serviços, patentes, competências, novos entrantes, produtos substitutos e vantagem competitiva estão presentes tanto nos planos de negócios quanto no planejamento estratégico. Porém poucos são atualizados rotineiramente (trimestralmente) e mais ainda submetidos a uma análise crítica severa.


Gostaria que cada empresário imaginasse sua empresa como uma Sociedade Anônima submetida ao conselho administrativo crítico. A apresentação seria como se você fosse uma startup à procura de investidor, será que seu negócio seria viável a cada trimestre ou semestre? A banca deveria ser realizada por pessoas independentes e imparciais, porém com conhecimento de negócios. Estas pessoas colocariam e continuariam colocando o dinheiro delas neste negócio?


Sua apresentação teria resultados no trimestre que estariam acima dos objetivos? As suas justificativas para os próximos meses e anos estão convencendo os conselheiros? Os produtos e serviços estão atuais em relação às necessidades do mercado? Há análises de produtos e serviços substitutos ou há tendências fundamentadas para a longevidade do produto?


Seu plano de negócios ou planejamento estratégico passariam por esta análise crítica? Então há uma grande probabilidade da sua organização sobreviver até a próxima... reunião.

Isto faria com que sua empresa mantivesse um espírito de startup mesmo sendo uma organização consolidada, ou seja você nunca iria ficar dormindo em cima das glórias do passado.


Pensem nisto.


Gostou deste post e da proposta do blog? Que tal o Análise Crítica? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre o Análise Crítica, clique aqui. E não deixe de nos acompanhar nas redes sociais – LinkedIn.