• Roberto S Inagaki

Normas: ISO 9001:2015 não faz nenhuma menção a Deming ou Shewhart

A bibliografia da ISO 9001 olha apenas para o próprio umbigo e menciona inúmeras normas da ISO e IEC, mas não faz nenhuma referência a Deming ou Shewhart mesmo usando o ciclo PDCA.


Caros leitores do blog Análise Crítica.


Aos consultores, auditores, gerentes da qualidade, representantes de comitês da qualidade etc. não está na hora de colocar pelo menos alguma menção à contribuição dos ensinamentos de Deming e Shewhart na versão da ISO 9001:2015?


Se vocês procurarem na bibliografia da ISO 9001:2015, foram listadas 29 referências bibliográficas, porém nenhuma delas faz referência a Deming ou Shewhart.


Havia uma certa aversão à norma ISO 9001 por vários mestres de gestão da qualidade quando da sua criação em 1987, porém de lá para cá muita coisa mudou na norma, inclusive a colocação do ciclo PDCA nas versões mais recentes.


Para ser franco, não é apenas ao ciclo PDCA que me refiro. Há vários requisitos normativos que devem ser atribuídos aos ensinamentos de vários mestres da gestão da qualidade. Posso estar fazendo “inferências” por esta razão, peço humildemente aos leitores “mestres”, “doutores” ou “curiosos” que se oponham à minha tese.


As demais contribuições seriam:

· Gestão por processos – quebrar as barreiras entre departamentos - ver A Nova Economia – Deming (Qualitymark 1997)

· Riscos e oportunidades – as sete doenças mortais - ver “Out of the Crisis” – Deming (Cambridge 1986)

· Conhecimento organizacional – sistema de saber profundo - ver A Nova Economia – Deming (Qualitymark 1997)


Bem, acho que isto já seria suficiente para que houvesse uma pequena menção que fosse para a contribuição de Deming e Shewhart, vocês não acham?


Quanto ao teste de conhecimento colocado no LinkedIn, a resposta correta é:

Em todos os países de baixa renda do mundo, quantas meninas terminam o ensino fundamental?

A: 20%

B: 40%

C: 60% - resposta correta


Espero que tenham acertado.

Gostou deste post e da proposta do blog? Que tal o Análise Crítica? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre o Análise Crítica, clique aqui. E não deixe de nos acompanhar nas redes sociais – LinkedIn.

Patrocinadores:

Qualitas Consultoria é um dos patrocinadores do Blog Análise Crítica
Max Fix é uma das empresas patrocinadoras do Blog Análise Crítica, de Roberto S. Inagaki
Gold Silver é um dos patrocinadores do Blog Análise Crítica
Hidrosilo é patrocinador do Análise Crítica, blog de negócio de Roberto S. Inagaki
Logo Quimlab Soluções em Química.jpg
3DProcer é patrocinador do Análise Crítica, blog de negócio de Roberto S. Inagaki