• Roberto S Inagaki

Normas e Ferramentas: Competência é tão importante que é o primeiro item a ser cortado numa crise!

Um dos 14 Pontos de Deming, o sexto e o décimo terceiro para ser mais preciso é “Instituir o Treinamento e o Retreinamento”, o que as empresas têm feito a respeito? Cortado custo em treinamento!


Caros leitores do blog Análise Crítica.


Não é raro em épocas de crises que um dos primeiros itens de corte no orçamento seja treinamento. Então quando o faturamento cai, corta-se o treinamento, quando o faturamento aumenta, os colaboradores não têm tempo para serem treinados!


O que me deixa mais irritado são as matrizes de polivalência (ou qualquer outro nome que se dê para aquele pedaço de papel), que mostram as “bolinhas” pintadas mostrando a competência de cada colaborador no posto de trabalho. Em geral, a “bolinha” com todos os quadrantes pintados, representa que aquele colaborador: “opera sem supervisão e instrui”.


Então a pergunta que se segue é: ele sabe instruir? Tem competência para tal? Foi fornecida ação para estes adquirirem competência?


O simples fato de um profissional saber executar uma atividade sem que haja uma supervisão não o habilita para instruir outras pessoas. Isto é diminuir muito “professor” que demorou anos para adquirir competência para instruir outras pessoas.


Não estou falando apenas de professores de escolas de crianças e adolescentes, estou falando daqueles que ensinam adultos.


Estes são habilitados a perceberem “alunos” que tem dificuldades de aprendizado tais como: dislexia, déficit de atenção e disfasia, entre outros distúrbios?


Quais são os requisitos mínimos para que uma pessoa possa ser um multiplicador em sua empresa?


O TWI (training within industry – treinamento dentro da indústria) deveria ser o mínimo de treinamento a ser realizado para aqueles que são considerados “bolinhas” cheias ou “instrutores da atividade”.


Indo mais adiante no requisito competência, cabe a gestão da organização prover um sistema de gestão sólido de competência contínua, este é o décimo terceiro ponto de Deming – instituir um sólido programa de educação e retreinamento.


Um sistema de gestão sólido quer dizer, um conjunto de elementos inter-relacionados ou interativos de uma organização para estabelecer políticas, objetivos e processos para alcançar os objetivos de competência.


Qual a verba destinada à gestão da competência da sua empresa? Quanto desta verba retorna em melhores indicadores (objetivos alcançados) de produtividade? Esqueçam o indicador de horas de treinamento por funcionário que não serve para absolutamente nada!


Estabeleçam indicadores que sejam alinhados com os objetivos estratégicos da organização. Olhem os pontos 6 e 13 dos 14 Pontos de Deming. Implemente-os de forma sistêmica, faça isto por três anos e veja o resultado.


Lembrem-se que o negócio e a organização começam e continuam com a competência contínua das pessoas.


Quanto ao teste de conhecimento colocado no LinkedIn, a resposta correta é:

O que aconteceu com a taxa de suicídio global nos últimos 20 anos?

A- Reduziu 25% está é a correta

B- Aumentou 25%

C- Se manteve estável

Espero que tenham acertado.


Gostou deste post e da proposta do blog? Que tal o Análise Crítica? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre o Análise Crítica, clique aqui. E não deixe de nos acompanhar nas redes sociais – LinkedIn.

Patrocinadores:

Qualitas Consultoria é um dos patrocinadores do Blog Análise Crítica
Max Fix é uma das empresas patrocinadoras do Blog Análise Crítica, de Roberto S. Inagaki
Gold Silver é um dos patrocinadores do Blog Análise Crítica
Hidrosilo é patrocinador do Análise Crítica, blog de negócio de Roberto S. Inagaki
Logo Quimlab Soluções em Química.jpg
3DProcer é patrocinador do Análise Crítica, blog de negócio de Roberto S. Inagaki